08/07/2015

Da próxima que o chico se amande dos móveis abaixo, varro os cacos para um canto e vou à loja comprar outro. Pode ser que mo dêem.

Fui à MEO do Colombo, estaleiro de chico-smart. Acordou hoje, não sei se mortinho, ou mortinho por me massacrar dos nervos, se comatoso, se apenas histérico. Sei que necessitava de atenção, porque só fazia o que não é preciso um telemóvel fazer: dar acesso à netinha e jogos. Uma vez que eu ainda tenho um computa, e não consigo passar do nível 65 no candy crush, e preciso mesmo de um telemóvel para — acho que vou revelar uma loucura — telefonar, peguei nele com o carinho que ele me merece (daí a tampa partida de tanto tralho que já deu, pois que é parvo, atira-se dos móveis), e levei-o ao pediatra, que é lá a MEO do Cristóvão. 
Ontem tentei carregar-lhe a bateria no carro, mas ele apitou tanto, que desisti e levei-o para a praia. Ora, como estava aquela brisa que, a mim, me encheu as orelhas, raiz do cabelo e profundezas da alma de areia, devia ter considerado que chico também iria dar-se mal com a experiência, e deu. Quando lhe abri a tampa, havia uma praia bonsai dentro dele, que ternura.

Na MEO, o doutor revelou-se incapaz de resolver o problema de um telefone que não faz telefonemas, e aconselhou-nos — a chico e a mim — a loja Nokia, logo ali ao virar da esquina. Que, por acaso, é Microsoft. 

Eu sei muito bem que entrei na loja com um ar demasiado desgraçado, que era como me sentia. Só isso explica que tenha dado tudo de mim, à medida que me iam pedindo: nome, número de telemóvel, pin, email, e eu alto e pára o baile,

- Sabe, o meu email é do blog, não posso dizer-lho assim, sem mais nem menos. [Linda Porca. Só a ideia de dizer ao rapaz este nick mealhado-mealheiro, já me dá cá umas cócegas!]. Vou dar-lhe outro, digamos que menos hilário.

E dei, mas ele pediu-me a pass [nunca ninguém me tinha feito um pedido com uma carga erótica tão alta], mas eu,

- Dê cá isso, que eu a escrevo. As minhas passes, para além de serem secretíssimas, são demasiado cómicas para que eu as possa revelar ao mundo.

Houve que reconfigurar chico, entendeu o doutor que era melhor criar-me uma conta Microsoft e eu deixei. Eu só queria o meu smarty a bombar de volta e ele só queria pedir-me o resto dos dados que ainda não conhecia: 

- Data de nascimento?

- 21 de Novembro de...

- 1985? — perguntou ele, agradável. Lá lhe disse a verdade toda, mas ele insistiu na nota exagerada — Isso é a data de nascimento da sua mãe.

Foi bonito, reformatou-me o meu chiquinho, repôs as configurações de origem, o que quer dizer que mo deu para a mão novo, porém irreconhecível. Tudo a custo zero, e a cavalo dado não se olha ao dente, eu quis lá saber se chico estava transformado numa consola de jogos ou era apenas um bibelot para eu transportar na mão, hollywoodescamente falando. E ainda me ofereceu uma capa verde alface para o proteger daqueles desaires de se atirar móveis abaixo, ou saltar-me das mãos à maluca, a toda a hora a esventrar-se todo, bateria para um lado, tampa para o outro, já me cansa tanto drama.

Recomendo: Microsoft Colombo. Entrai com cara de deslambidos da vida, queixai-vos de beicinho pendurado, que saireis de telemóvel novo nas unhas, mais oferta da mantinha para cobrir o bebé, que vos regalareis. 



6 comentários:

  1. Se calhar n levando a tua "figura" a coisa n resulta :)
    Eu ate tentava, só p ver, mas lá está...estou demasiado obesa p me oferecerem o q quer q seja, vá talvez qq coisa Detox :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Credo, rapariga, que exageros.
      Vai por mim: ar deslambido, beiça pendurada. Caem todos :D

      Eliminar
    2. Hehe pronto vá, obesa tb n.
      Ligeiramente bacorinha :)

      Eliminar
    3. A graça está em nós, não na embalagem, sabes isso muito bem :)
      Eu estive lá uma hora, e foi uma hora de gargalhedo pegado. A oferta da capa veio pela simpatia, por mais nada...

      Eliminar
  2. Plenitude "microsófica" ! Haverá melhor ,para completar o dia de uma mulher trabalhadora?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era tudo o que eu precisava para passar um belo bocado de tarde, se não tivesse mais nada para fazer! :)

      Eliminar